- publicidade -

A Agência da Curta Metragem volta a celebrar o formato curto e a chegada do inverno na oitava edição d’O Dia Mais Curto, evento que terá lugar entre os dias 1 e 21 de dezembro e que leva o melhor da curta-metragem de norte a sul do país.

Ano após ano, entre 21 e 22 de dezembro, o dia mais curto do ano anuncia a chegada do Inverno no hemisfério norte do globo terrestre. Se marca um momento, o Solstício de Inverno, em que o Sol está no seu ponto mais distante do equador, pretende-se que este seja também um momento em que estamos mais perto do cinema. Celebra-se assim, ao mesmo tempo, a entrada na nova estação e a curta-metragem. A ideia tem alcançado uma dimensão internacional sendo, atualmente, celebrada em simultâneo em vários países.

Num ano excepcional como o que vivemos, passa a ser urgente a divulgação deste formato e do que de melhor se tem feito a nível nacional e internacional. Tal como em edições anteriores, propõe-se que as curtas-metragens cheguem aos mais variados locais de exibição, desde salas de cinema, televisão, metro, associações, computadores, escolas ou auditórios, de norte a sul do país, no continente e nas ilhas.

Este ano, a Agência apresenta 4 programas diversificados, para todas as idades e públicos, de vários pontos do mundo. Com a secção “Curtas do Mundo” poderemos assistir a algumas das obras exibidas na 28ª edição do festival Curtas Vila do Conde. O programa nacional “Novas Curtas Portuguesas” inclui curtas metragens de vários pontos do país e de todos os géneros, desde a animação ao documentário, passando também pela ficção, enquanto as secções dedicadas aos mais jovens, “Curtinhas para Todos” (M/6) e “Amiguinhos” (M/3), prometem muita animação e viagens alucinantes por mundos desconhecidos. 

- publicidade -