InícioCulturaEcstatic Vision serviram rock cru envolto em psicadelismo no Woodstock 69

Ecstatic Vision serviram rock cru envolto em psicadelismo no Woodstock 69

Published on

Em digressão pela Europa, os norte-americanos Ecstatic Vision passaram pelo Porto e na bagagem levaram até ao Woodstock 69 o seu rock pesado e psicadélico e de atitude explosiva.

Nas palavras da banda oriunda de Filadélfia, a sua sonoridade é “crua, pesada e psicadélica induzida de trance”. Não diria tanto, mas o efeito final anda, por vezes, perto do caos sonoro.

Doug Sabolik, mentor, voz e guitarra dos Ecstatic Vision, é um verdadeiro mestre de cerimónias e não se cansou de espicaçar o público a tornar-se mais participativo no concerto. No entanto, a malta não estava para grandes agitações. Bem, tratou-se de um final de tarde de domingo… Ainda assim, o músico não desistiu e terminou mesmo o concerto a cantar na plateia o tema «Like a freak», numa altura em que o público, então sim, parecia começar a querer agitar-se!

Com a banda a mostrar-se bastante empenhada e muito entusiasmada, o concerto foi um belo momento de rock pesado, coberto por um manto de psicadelismo, essencialmente tricotado por Kevin Nickles, à base de linhas de saxofone e de (mini) sintetizador, mas também com trapos de guitarra. Michael Field Connor, no baixo, e Ricky Culp, na bateria, compunham o ramalhete com ritmos intensos, marcantes e explosivos.

Acima de tudo, em palco os quatro músicos geraram muita energia que arremessaram em torrentes para a plateia, que balançou, mas nunca se rebelou.

No final a satisfação era geral. O público estava agradado e os músicos bastante suados!

últimos artigos

Magnus Andersson volta ao andebol do FC Porto

O treinador sueco de 58 anos foi apresentado na manhã desta quinta-feira como técnico...

A grande entrevista aos Maquina.

O Global News esteve à conversa com a Maquina. no dia em que atuaram...

Espectáculo Pulp e concerto The National encerram em grande o Primavera Sound Porto 2024

Encerrou em grande a 12ª edição do Primavera Sound Porto e nem a chuva...

Palco Vodafone sem sinal deixa festivaleiros injustiçados no Primavera Sound Porto

O segundo dia do Primavera Sound Porto, provavelmente o mais fofinho dos três dias...

mais artigos

Magnus Andersson volta ao andebol do FC Porto

O treinador sueco de 58 anos foi apresentado na manhã desta quinta-feira como técnico...

A grande entrevista aos Maquina.

O Global News esteve à conversa com a Maquina. no dia em que atuaram...

Espectáculo Pulp e concerto The National encerram em grande o Primavera Sound Porto 2024

Encerrou em grande a 12ª edição do Primavera Sound Porto e nem a chuva...