InícioSociedadeO que fazer e o que não fazer para pedir um crédito...

O que fazer e o que não fazer para pedir um crédito pessoal: Dicas para um processo tranquilo

Published on

O crédito pessoal é, sem sombra de dúvidas, o tipo de empréstimo mais procurado pelos consumidores portugueses e os números corroboram essa ideia.

De acordo com o Banco de Portugal, em 2023, 578 mil pessoas contraíram um crédito deste tipo, sendo que, metade delas, pediu um empréstimo pessoal até 3 mil euros.

A amplitude dos montantes de financiamento e prazos de reembolso, a rapidez na contratação oferecida pelo digital e as múltiplas finalidades que possibilita, são algumas das razões que levam tantos portugueses a confiarem num crédito pessoal, como veremos já de seguida.

O que fazer para pedir um crédito pessoal de forma tranquila?

Para pedir um crédito pessoal de forma mais tranquila e menos burocrática, o nosso conselho passa por recomendar-lhe utilizar a Internet.

Antes de tudo isso, contudo, importa calcular a sua taxa de esforço, garantir que não tem qualquer registo de incumprimento no Banco de Portugal e apresentar uma situação profissional estável, fatores que facilitam a aprovação do seu futuro pedido de crédito.

Com estas dimensões asseguradas, é altura de pegar no seu smartphone ou PC e digitar uma das seguintes expressões: “crédito pessoal”, “financiamento pessoal” ou “crédito pessoal online”.

Depois de clicar no “enter”, irão ser-lhe apresentadas uma série de propostas de crédito. Para que, posteriormente, se possa decidir pela solução que melhor serve as suas necessidades, utilize os simuladores que estas páginas lhe facilitam de modo a calcular o valor da prestação mensal que ficará a pagar e quais as taxas de juro associadas.

Por exemplo, se clicar na solução de crédito pessoal do Credibom e entrar na sua página online, irá ser recebido por um simulador que lhe proporcionará a oportunidade de calcular a prestação mensal em função da escolha de montantes de financiamento que vão dos 5 mil aos 75 mil euros e prazos de reembolso entre 24 e 84 meses.

Além do valor prestação, ficará ainda a saber qual a TAN e a TAEG que será praticada ao longo de todo o contrato (TAN de 6,55% a 10,35% e TAEG de 9,18% a 14,19%).

Caso, após a simulação, o valor da prestação lhe agradar, basta que clique na barra “Fazer Pedido” para prosseguir com o processo de contratação.

Neste momento, irá ser reencaminhado para o preenchimento de um formulário online ao qual deverá anexar os seguintes documentos:

– Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade e Cartão de Contribuinte;

– Comprovativo de Morada (uma fatura da eletricidade dos últimos três meses);

– Comprovativo de Rendimento (declaração de IRS e o último recibo ou os três últimos recibos de vencimento);

– Comprovativo do NIB.

Chegando a este ponto, basta submeter o pedido e aguardar 24 horas pela resposta do Credibom. Se a resposta for positiva, o dinheiro pedido vai entrar na sua conta em apenas 48 horas.

O que não fazer?

Como vimos, contratar um crédito pessoal é relativamente simples, mas, tal como acontece com qualquer outra solução financeira, há coisas que não deve fazer se quiser usufruir da tranquilidade do seu empréstimo individual.

Entre elas, encontram-se:

• Pedir um crédito para pagar outros créditos ou uma dívida pessoal

Antes da contratação de qualquer solução financeira, é importante levar em conta o rendimento mensal disponível e o peso das suas despesas (taxa de esforço) de modo a não cair numa situação de incumprimento e conseguir uma aprovação mais rápida do crédito.

Relembrada esta importante dica, nunca deve utilizar um crédito pessoal para pagar outros créditos ou dívidas pessoais, uma vez que isto só vai aumentar a pressão sobre o seu orçamento mensal.

Caso queira diminuir a sua taxa de esforço e, simultaneamente, livrar-se de todos os créditos que tem em mãos, aconselhamos a que contrate um crédito consolidado.

• Não fazer comparações

Como sublinhamos, os simuladores de crédito pessoal são uma excelente ferramenta para comparar diferentes propostas de crédito e ajudá-lo a poupar.

• Não olhar para a TAEG

A taxa associada ao crédito à qual deve prestar mais atenção é a TAEG – Taxa Taxa Anual de Encargos Efectiva Global.

E porquê? A resposta é simples: a TAEG vai permitir-lhe ficar a saber, antecipadamente, todos os encargos financeiros que terá com o crédito pessoal.

Além dos juros do empréstimo, a TAEG inclui as comissões, impostos, seguros e outros encargos a que estará obrigado a pagar ao longo de todo o contrato sendo, por isso, indispensável à comparação entre diferentes propostas de crédito pessoal.

últimos artigos

FC Porto volta a golear e agora frente ao Al Arabi

O FC Porto venceu o Al Arabi, do Catar, por 4-0, num particular de...

Câmara do Porto veda edifício para evitar aumento de insegurança

A Câmara do Porto vedou, esta terça-feira, o antigo edifício da Direção de Recrutamento...

Mais oito nomes fecham o cartaz do SonicBlast Fest’24 para os dias 8, 9 e 10 de Agosto

O SonicBlast Fest anunciou os últimos oito nomes para o cartaz da 12.ª edição...

Obra da Linha Rubi (H) a todo o vapor [com imagens]

A Metro do Porto divulgou esta quarta-feira imagens da obra que vai fazer nascer...

mais artigos

FC Porto volta a golear e agora frente ao Al Arabi

O FC Porto venceu o Al Arabi, do Catar, por 4-0, num particular de...

Câmara do Porto veda edifício para evitar aumento de insegurança

A Câmara do Porto vedou, esta terça-feira, o antigo edifício da Direção de Recrutamento...

Mais oito nomes fecham o cartaz do SonicBlast Fest’24 para os dias 8, 9 e 10 de Agosto

O SonicBlast Fest anunciou os últimos oito nomes para o cartaz da 12.ª edição...