18.5 C
Porto
Sábado, Junho 19, 2021
- publicidade -
SociedadeCâmara do Porto prolonga permanência das diversões itinerantes até...

Câmara do Porto prolonga permanência das diversões itinerantes até 18 de julho

-

- publicidade -

Os empresários do setor das diversões itinerantes estiveram, na tarde desta segunda-feira, na Câmara do Porto e falaram com Rui Moreira. Após o balanço positivo feito aos locais de diversão instalados, os representantes das três associações pediram ao presidente da Câmara do Porto para prolongar, para além do dia 30 de junho, a permanência da atividade na Rotunda da Boavista e no Jardim do Calém. Rui Moreira aceitou alargar o apoio até dia 18 de julho, e a proposta é votada já na próxima segunda-feira, em reunião de Executivo Municipal.

Na proposta que será votada no dia 14 explica-se que os representantes do setor solicitaram à Câmara do Porto “o apoio para tornar viável o prolongamento das suas atividades em duas das três localizações definidas – Lordelo do Ouro (Jardim António Calém) e Boavista (Praça Mouzinho de Albuquerque)”, com o propósito de continuar a fazer face aos prejuízos decorrentes da referida paragem da atividade.

O prolongamento da iniciativa, até ao dia 18 de julho, “traduzir-se-á num reforço do apoio a este setor de atividade, precisamente na altura em que o mesmo se revela mais crucial”, assinala a vereadora Catarina Araújo, que assina o documento.

Como sustenta, a manutenção da atividade para além de 30 de junho de 2021 “permitirá igualmente que um maior número de pessoas possam, em condições de segurança e conforto, usufruir dos equipamentos de diversão e restauração itinerantes existentes nestes dois espaços”.

Apoio para o prolongamento ascende a 67 mil euros

Nestas duas semanas adicionais, a Câmara do Porto propõe renovar o prolongamento até aqui concedido, quer ao nível da obtenção de todas as licenças necessárias e isenção de pagamento das taxas, no valor máximo aproximado de 63,5 mil euros, quer ainda no que respeita ao apoio concedido no aluguer de equipamento elétrico no interior dos espaços cedidos, até ao valor máximo de 3,4 mil euros, aproximadamente.

Mantém-se igualmente a garantia do apoio ao policiamento nos dois espaços cedidos, através da Polícia Municipal, e nos horários em que estes estejam abertos ao público.

No início de maio, a Câmara do Porto aprovou, por unanimidade, um apoio de cerca de 200 mil euros aos empresários dos divertimentos itinerantes, revertidos nas isenções das habituais taxas e licenciamentos, além da garantia municipal do policiamento dos três espaços, bem como da infraestruturação elétrica. O protocolo foi assinado com três associações representantes do setor: Associação dos Profissionais Itinerantes Certificados (APIC), Associação Portuguesa de Empresas de Diversão (APED) e Associação Movimento Empresarial.

Leia de seguidarelacionados
Recomendamos para si

Últimas Notícias

Rui Moreira apresentou a recandidatura à Câmara do Porto. “Quero concluir os projetos que a pandemia atrasou”

Rui Moreira apresentou a recandidatura à Câmara do Porto para um terceiro mandato, esta quinta-feira, no Palácio de Cristal....
- publicidade -

Rock in Rio Lisboa anuncia Ellie Goulding e confirma Black Eyed Peas, Ivete Sangalo e David Carreira no cartaz de 2022

O cartaz da 9.ª edição do Rock in Rio Lisboa está cada vez mais completo e a espera de...

Plataforma de Acolhimento e Tratamento Animal (PATA) com campanha de adoção responsável no dia 19 de junho

A 19 de Junho, entre as 14 e as 17 horas, é possível visitar a Plataforma de Acolhimento e...

Leitura Obrigatória

- publicidade -