Vitor Pereira: “A equipa sente-se frustrada”

Na habitual conferência de imprensa a seguir ao jogo, o técnico do FC Porto foi bastante duro com o árbitro da partida, João Ferreira. E começa por desabafar, começando por elogiar a sua equipa, dizendo que “a equipa sente-se frustrada. É fácil de entender. Fomos iguais a nós próprios. Posse de bola, trocas de bola, criação de oportunidades de golo.”

Depois as criticas ao árbitro. “Não entendo como é possível que o Maxi chegue ao fim em todos os jogos. Maxi Pereira não pode acabar o jogo. A agressão é nítida [falta sobre Moutinho]. Matic devia ter visto o segundo amarelo. Três foras de jogo mal assinalados. Mais vale não treinarmos diagonais.”

Vitor Pereira sublinhou ainda que os portistas foram impedidos “de criarmos situações de jogo. O Porto foi igual a si próprio. O Benfica é isto, bola longa à procura de Cardozo e tentativa de ganhar as segundas bolas, à espera de uma bola parada. Contra nós é sempre igual. Estamos satisfeitos com a nossa prestação, mas não com o resultado. Estamos frustrados por não sairmos daqui com a vitória. Os últimos 15 minutos do Benfica deviam ter sido jogados com menos dois jogadores.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments