Todos a gritar por “Mamã” no Fantasporto

Guillermo del Toro, o cineasta mexicano, um velho conhecido do Fantasporto, viu a película pela qual foi responsável ao nível da produção obter o maior galardão do Festival: “Mama”, realizado por Andrés Muschietti, é o grande vencedor do Fantasporto 2013, no âmbito da secção oficial de Cinema Fantástico. Uma parceria cinematográfica que juntou espanhóis e canadianos e deu frutos no “Fantas”, depois de ter estado a dar lucros de bilheteira nos Estados Unidos. Na 33ª edição do evento cinematográfico sediado no Porto, “Mamã” foi ainda laureado com os prémios que distinguem o melhor realizador e a melhor atriz, neste caso foi Jessica Chastain a galardoada (“As Serviçais”, “00.30h Hora Negra” e “A Árvore da Vida”). O júri reconheceu ao filme o facto de ser portador das virtudes de acréscimo criativo ao género fantástico.

O Prémio Especial do Júri desta mesma secção foi atribuído ao filme “O Apóstolo”, uma produção galega cuja realização esteve a cargo de Fernando Cortizo e possui música de Philip Glass. Toby Jones foi considerado o melhor ator através do seu desempenho em “Berberian Sound Studio”, um filme da Grã-Bretanha, com a chancela de Peter Strickland. No que toca à melhor ‘performance’ em termos de argumento, o germânico “Forgotten” foi o responsável pela atribuição do prémio a Valentin Mereutza e Alex Schmidt (também realizador do filme). “Iron Sky”, produção com a mão do finlandês Timo Vuorensola, viu o desempenho do diretor de fotografia japonês Mika Orasmaa e da respetiva equipa responsável pelos efeitos especiais serem reconhecidos. O simbólico “Hotel”, feito de papelão, do qual se incumbiu o espanhol José Luis Aleman ganhou no âmbito das curtas-metragens.

Por seu turno, no que diz respeito à 23ª edição da Semana dos Realizadores, na qual o prémio a atribuir assumiu a denominação “do patrono” Manoel de Oliveira, o russo Karen Shakhnazarov tornou-se um repetente nos triunfos e desta vez o responsável prático por mais um êxito foi “White Tiger”: uma obra que reflete, de forma original, algumas das situações ocorridas aquando da Segunda Guerra Mundial e em que faz recurso a uma abordagem em registo de reconstituição. A exibição do filme no “Fantas” redundou num vértice triunfador: Prémio Especial do Júri, Melhor Realizador e Melhor Ator, este último a cargo de Aleksey Vertkov. E num patamar análogo, pode dizer-se, ficou o multifacetado sul coreano Kim Ki-Duk, um dos realizadores descobertos pelo festival, que alcançou os galardões de Melhor Filme (Prémio Manoel de Oliveira) e Melhor Atriz (Lee Jung-Jing) com “Pietá”. “Kaunboy” esteve também na mira do júri ao obter o prémio de Melhor Argumento que tributou o trabalho de Boudewijn Koole (realizador) e Jolein Laarman.

No domínio da Secção oficial Orient Express o triunfo sorriu ao sul – coreano “The Grand Heist”, de Kim Joo-Ho, um filme de dimensão histórica a confrontar-se com uma temática de assinalável contemporaneidade. “The Weight”, dirigido por Jeon Kyu-Hwan, obteve o Prémio Especial do Júri.

“The Seasoning House” foi eleito para o primeiro lugar do pódio no que diz respeito ao Prémio da Crítica. Paul Hyett na realização, o filme integra Kevin Howarth, o ator foi uma das descobertas do Fantasporto por via do icónico “The Last Horror Movie” e ainda Sean Pertwee e Rosie Day. Trata-se, na verdade, de uma história de terror baseada em factos verídicos.  Em pleno advento da guerra da Bósnia, jovens sofriam torturas tendo em vista a satisfação dos baixos instintos dos militares.

“Thale”, de Aleksandre Nordaas, reitera o pressuposto das agradáveis surpresas de que o cinema norueguês tem vindo a ser portador junto de diversos festivais de cinema. Baseado numa lenda da mitologia nórdica, o filme alcançou o Prémio do Público.

Foram ainda atribuídos o Prémio de Carreira ao realizador português António de Macedo e prestada mais uma justa homenagem a Manoel de Oliveira, pelo seu contributo à sétima arte, através da exibição do incontornável e ‘septuagenário’ Aniki-Bóbó, de 1942.

A sessão de encerramento e a cerimónia de entrega de prémios realizam-se hoje à noite no Rivoli – Teatro Municipal. Amanhã, domingo, serão exibidos os filmes vencedores nas diferentes categorias.

 

 

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments