InícioSociedade“Um Museu (do Carro Eléctrico) a mentir”

“Um Museu (do Carro Eléctrico) a mentir”

Published on

O Dia das Mentiras é uma celebração que acontece em alguns países ocidentais. Trata-se de uma data em que se lançam boatos, se “reescrevem” histórias e se pregam partidas. O Museu do Carro Eléctrico quis juntar-se a esta brincadeira e desenvolveu a ação “um museu a mentir” direcionada para as famílias mais atentas e perspicazes, que irá ser realizada no próximo sábado, dia 6 de abril.

Com início pelas 10h30, a ação “um museu a mentir” inclui uma visita orientada ao espaço museológico, uma atividade onde vão ser lançadas questões sobre o museu e os participantes terão de decifrar se as informações recolhidas são verdadeiras ou falsas, terminando com uma viagem de elétrico histórico, ao longo da margem do Rio Douro.

As famílias inscritas são convidadas a participar em 90 minutos cheios de atenção e mistério. Um momento em família, ideal para os mais curiosos e ávidos da verdade.

A participação na ação “Um museu a mentir” do programa Famílias Elétricas é de reserva obrigatória. O preço para duas pessoas (adulto e criança) é de 13 euros, acrescendo 8 euros por cada acompanhante extra*. A atividade requer um número mínimo de 15 participantes e um máximo de 40 participantes.

As pré-inscrições devem ser feitas online até ao dia 5 de abril, às 16 horas. A atividade é recomendada a partir dos 6 anos de idade.

Para mais informações sobre esta iniciativa, contactar: 226158185 ou [email protected].

últimos artigos

Da avalancha shoegaze dos bdrmm à agitação punk dos Renegados de Boliqueime

Os Rádio Macau dizem-nos que “há dias assim” e eu digo-vos que, às vezes,...

No Nem Carne Nem Peixe, o que parece não é!

É um quebra-cabeças este desafio que nos coloca a carta do Nem Carne nem...

Abertura oficial da Exposição “O Legado de Abril”

O Presidente da Câmara Municipal da Maia, António Silva Tiago, preside, na sexta-feira, dia...

Toda a história das criptomoedas: Evolução e impacto no mercado financeiro

A história das criptomoedas começa com o surgimento do Bitcoin em 2009, idealizado por...

mais artigos

Da avalancha shoegaze dos bdrmm à agitação punk dos Renegados de Boliqueime

Os Rádio Macau dizem-nos que “há dias assim” e eu digo-vos que, às vezes,...

No Nem Carne Nem Peixe, o que parece não é!

É um quebra-cabeças este desafio que nos coloca a carta do Nem Carne nem...

Abertura oficial da Exposição “O Legado de Abril”

O Presidente da Câmara Municipal da Maia, António Silva Tiago, preside, na sexta-feira, dia...