DR
- publicidade -

“Em boa hora, Matosinhos aceitou o desafio do Governo de descentralização de competências no que respeita à proteção dos animais. Esta Semana do Animal demonstra bem o que trabalho que temos vindo a desenvolver em articulação com várias associações e entidades de defesa e proteção animal”, afirmou sexta-feira a Presidente da Câmara Municipal, Luísa Salgueiro, depois de inaugurar o Parque Canino da Seara, no Dia Mundial do Animal.

Localizado junto ao Conjunto Habitacional da Seara, em Matosinhos, o espaço, com 1790 m2, reúne todas as condições para que os cães circulem livremente, socializem com outros cães, mas sempre com a supervisão dos donos.

O equipamento é vedado e contém zonas verdes e de recreio, bebedouros, recetáculos de lixos e dispensador de sacos para remoção de dejetos, entre outras valências, representando um investimento da autarquia superior a 30 mil euros.

Este espaço é o segundo do género no concelho, depois da construção do Parque Canino do Parque Ambiental da Ribeira de Picoutos, que entrou em funcionamento em 2017. Depois de Matosinhos, será a vez de S. Mamede de Infesta acolher o Parque Canino do Seixo, em fase final de projeto.

A inauguração do Parque Canino da Seara encerrou a Semana do Animal, durante a qual o CROAM-Centro de Recolha Oficial de Animais de Matosinhos deu a conhecer o trabalho desenvolvido na defesa e proteção animal.

A remodelação e ampliação das atuais instalações do CROAM, o reforço da equipa com a contratação de mais profissionais, a construção de um parque para as matilhas, o projeto do Centro de Recolha Animal da Sociedade Protetora dos Animais (com capacidade para mais de mil animais), a nova plataforma informática de gestão e monitorização das colónias de gatos de rua, são alguns dos projetos em curso que, no total, representam um investimento municipal de 1,5 milhões de euros.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.