- publicidade -

É oficial. A edição deste ano das Noites Ritual não se vão realizar. A PortoLazer aponta várias razões para esta decisão, “embora a edição deste ano de 2018 estivesse prevista no nosso calendário de eventos e devidamente incluída no orçamento deste ano”.

Em resposta ao Globalnews.pt, a Câmara Municipal do Porto, através da PortoLazer, confirmou não haver este ano mais uma edição das Noites Ritual, festival conhecido por encerrar os festivais de verão, nos Jardins do Palácio de Cristal.

O motivo para a não realização do festival, está relacionado com as obras  de requalificação do Pavilhão Rosa Mota. A decisão parece não ter sido tomada nos últimos dias, até porque “ao longo dos primeiros meses do ano, que o evoluir das obras de requalificação do Pavilhão Rosa (que se iniciaram logo em início de janeiro e se prolongarão, pelo menos, até abril/maio de 2019), na sequência do contrato de exploração que foi celebrado com o consórcio que passará a gerir aquele espaço, iriam conflituar com a realização do festival que habitual e tradicionalmente é realizado na chamada Praça do Rossio, mesmo em frente ao Pavilhão Rosa Mota”.



Na mesma nota enviada à nossa redação, a PortoLazer enumera alguns obstáculos para uma boa realização das Noites Ritual, sublinhando que “a colocação de tapumes de obras neste local e a existência de um estaleiro montado numa das laterais no pavilhão, com um acentuado movimento de entrada e saída de camiões, não nos permitiriam realizar este festival de forma condigna e com o conforto que o público e os próprios artistas merecem.”

O próprio Pavilhão Rosa Mota, por estar em obras, constitui em si mesmo também um motivo para cancelar a edição deste ano, por ser um espaço onde habitualmente tem um programa paralelo e por servir também de estrutura de apoio. “O Pavilhão Rosa, nestes últimos anos, sempre se constituiu como uma importante estrutura de apoio ao festival, quer ao nível do fornecimento de energia, quer como espaço de apoio a WC, camarins e outras iniciativas do programa paralelo que acompanha o festival (exposições, conferências, etc.). E, não menos importante, o próprio Rosa Mota constituiu-se já, como sucedeu em edições passadas, de um palco alternativo à realização do festival em caso de chuva, sendo relativamente fácil a operação logística de transferir toda a estrutura do festival desde o exterior para o interior do pavilhão, que até final do último ano foi gerido pela PortoLazer”.

Depois de em 2017 ter completado 25 anos de existência, o festival Noites Ritual vê assim um interregno de pelo menos um ano. As Noites Ritual realizam-se consecutivamente desde 1992 e tem servido de palco para lançar dezenas de bandas que hoje são referências no panorama musical.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.