- publicidade -

VIRB Picture

Confesso que me habituei desde o início das minhas corridas, desde os 16 anos, a correr sozinho. Foram muitos os quilometros que fiz até hoje sozinho. Admito que nem sempre foi fácil, não foi não. Principalmente quando estou em baixo psicologicamente… E por isso mesmo em março decidi juntar-me ao grande grupo – All About – que se reúne na loja Runners, do Jacinto Guimarães. Todas as terças-feiras, percorremos percursos desenhados pela dupla Marco Silva / Paula Santos, da All About Events.

Mas nem sempre é possível fazer o treino com este grupo fantástico, ainda para mais porque no final de cada treino há o já famoso “fast recovery”. Uma das alternativas é mesmo treinar sozinho, ou então com algum colega que esteja disponível na nossa hora. Mas aprendi que também há algumas vantagens.

A primeira é poder organizar ideias. Como fui correr sozinho, tive a oportunidade de organizar uma série de coisas e mais ainda arranjar solução para alguns problemas. E enquanto penso em tudo isto, não dou conta da dor. Eu encaro a dor como algo passado. Se me doeu hoje, amanhã esta dor já não existe, existe a dor de amanhã. Estão a acompanhar? Claro que há sempre 20% da dor de ontem, mas à medida que o treino decorre, estes 20% vão desaparecendo.

Outra grande vantagem de correr sozinho é podermos desenhar o percurso. Foi o que aconteceu mais uma vez neste treino. Decidi ir em direção ao mar, então lá fui margem fora, pelo Porto. Estava eu a chegar à zona do “gas”, onde podemos apanhar a lancha para a Afurada quando de repente olhei para o Cabedelo e decidi fazer um grande desvio. Decidi ir até ao Cabedelo e fazer um desafio ao pessoal da All About.

VIRB Picture

Faço então o desvio, passo pelo Campo Alegre e ai vou eu atravessar a Ponte da Arrábida. Tomo um dos percursos que me dá acesso à Afurada e decido desviar por um caminho novo para mim. Fantástico (hora do almoço) ao ver vários assadores com o peixe a assar e sentir aquele cheirinho. Já se comia… não, siga para o Cabedelo. Ponto importante, estou a dar prioridade aos quilometros percorridos e não propriamente ao tempo que gasto para treinar.

VIRB Picture

Passo a zona da marina da Afurada e sigo em direção ao Cabedelo. Manhã com sol e temperatura elevada. Passo a “Reserva Natural, Local do Estuário do Douro”, local que pertence às aves. Lindo e como eu tenho a Garmin Virb, é muito fácil registar fotos e videos!

VIRB Picture

Chego ao Cabedelo. Há anos que lá não ia. Vistas fantásticas para o Porto, mais concretamente para o Passeio Alegre, para aquelas palmeiras centenárias. Bastante calor, vento mas consegui o que queria, registas o desafio para a All About 🙂

Ainda tive tempo para encontrar um pescador amigo e ver a sua pescaria. É hora de voltar e seguir sentido inverso. Volto a apreciar as vistas para o Porto de locais que antes não tinha reparado.

Tiro uma foto com o Porto como pano de fundo mas encontro uma gaivota entre mim e a paisagem, um autêntico emplastro. Enfim… 🙂

VIRB Picture

Passo a Ponte da Arrábida e está o treino completo. 1H20m, 14 kms percorridos. Venha a próxima corrida!

Fotos e vídeos produzidos com:

garmin virb

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.