créditos: Victor Sousa
- publicidade -

O Gil Vicente começou da melhor forma o seu regresso ao escalão principal do futebol português. Recebeu e venceu o FC Porto por duas bolas a uma, numa noite desinspirada da formação de Sérgio Conceição.

Mais uma vez os dragões não conseguiram concretizar as situações criadas para golo, a não ser através de uma grande penalidade, já na segunda parte. Surpresa no onze inicial da equipa azul e branca, foi a ausência de Danilo, que nem no banco esteve. No final, Sérgio Conceição esclareceu que tudo se deveu a uma lesão. “Contra o Krasnodar sentiu o gémeo da perna a prender e teve dificuldades a treinar. Esperámos até hoje a pensar que era e deve ser fadiga muscular, mas hoje teve a informação que era impossível jogar”.

Zé Luís esteve ativo na frente de ataque azul e branca. Aos 6 minutos teve um remate de cabeça que levou muito perigo à baliza contrária, respondendo a um centro de Soares. Aos 24 minutos de jogo, Corona tinha tudo para abrir o ativo, mas remata muito perto do poste direito da baliza de Denis. Nesta jogada, após um centro de Alex Telles na esquerda, Zé Luís volta a estar na jogada, cabeceando para a entrada de Corona que acabou por rematar.

Passados 4 minutos, é a vez de Marchesin brilhar. Sandro Lima cabeceia, a bola ia com selo de golo e o guardião argentino faz uma primeira defesa muito dificil. Sandro Lima faz a recarga e Marche volta a responder com uma defesa do outro mundo!

O FC Porto continuava no meio campo contrário e, aos 36 minutos, Soares remata fraco, para uma defesa de Denis, quando tinha tido para explodir e fazer o tento dos portistas. Mais uma vez Alex Telles centra da esquerda, Sérgio Oliveira cabeceia ao segundo poste para Soares. O brasileiro não concretiza.

Aos 45 minutos, o árbitro Nuno Almeida marca grande penalidade para o FC Porto. Carlos Xistra, que estava no VAR avisa para o juiz da partida visualizar imagens. Nuno Almeida esteve um minuto a rever o lance no VAR e anula o castigo máximo. Pouco depois termina a primeira parte.

A segunda parte abriu com uma ocasião de perigo para os dragões. Zé Luís ganha a bola na esquerda, serve Soares que, na grande área, toca na bola mas não consegue rematar à baliza.

Aos 59 minutos, surge o golo do Gil Vicente. Perda de bola do FC Porto ainda no meio campo do Gil Vicente e João Afonso, numa autêntica autoestrada, galga terreno faz um passe da esquerda para a direita, lançando Lourency que remata certeiro.

O FC Porto não se conforma e aos 72 minutos, o árbitro marca grande penalidade a favor dos dragões, depois de ser avisado pelo VAR e, por conseguinte, ter confirmado com imagens. Mão na bola de Rodrigo e Alex Telles a não falhar o castigo máximo. Estava feito o empate.

A partida estava lançada e nove minutos depois do golo portista, surge o segundo do Gil Vicente. Lourency centra da direita, a bola ressalta para Kraev que remata forte na grande área e marca o segundo para a equipa da casa.

Até ao final, os dragões não encontraram a melhor forma de empatar a partida. Arranque em falso do FC Porto e estreia fantástica do Gil Vicente.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.