Início Cultura Junho traz festival ao Parque da Cidade e Pussy Riot à Casa da Música

Junho traz festival ao Parque da Cidade e Pussy Riot à Casa da Música

0
Junho traz festival ao Parque da Cidade e Pussy Riot à Casa da Música
Nick Cave and The Bad Seeds. Créditos: Hugo Lima

Num mês que começa com dois concertos dos Dead Can Dance… em Lisboa, o Porto prepara-se para mais um mês de Junho em grande. Destaque maior para os muitos concertos (são cinco palcos) do festival NOS Primavera Sound, entre os dias 9 e 11, no Parque da Cidade.

É o regresso, dois anos depois, do festival que o Porto acolhe há, precisamente, uma década. Nick Cave, Interpol, Tame Impala, Slowdive, Dry Cleaning ou DIIV, entre muitos outros, são excelentes razões para uma ida até ao pulmão verde da cidade Invicta.

Nick Cave and The Bad Seeds. Créditos: Hugo Lima

Já no dia 4, os The Toy Dolls vão ao Hard Club celebrar 40 anos de estrada e estúdio, do qual saiu o mais recente álbum «Episode XIII».

No dia 17, os X-Wife regressam no Plano B aos palcos portuenses, num dia em que, bem perto da cidade Invicta, em Santa Maria de Lamas arranca a edição 2022 do Festival Basqueiral, que no cartaz conta com nomes como The Psychotic Monks, Bizarra Locomotiva ou Sensible Soccers, entre outros.

Destaque também, mais até pela situação bélica que a Europa vive, para a estreia das russas Pussy Riot à Casa da Música, no dia 8.

Ainda no início do mês, Filho da Mãe vai estar, no dia 3, no Maus Hábitos a apresentar o seu mais recente álbum, «Terra Dormente», tal como os Hidden Horse estarão no Ferro Bar a exibir o seu disco de estreia, «Opala», editado em Fevereiro último.

Na véspera, dia 2, The Weather Station, projeto da canadiana Tamara Lindeman, estará no M.Ou.Co., depois de hoje passar pelo Theatro Circo, em Braga, enquanto os You Can’t Win, Charlie Brown sobem ao palco do Hard Club.

Para apreciadores de sonoridades mais negras e pesadas, o Woodstock 69 recebe no dia 11 os espanhóis Lunavieja e os leirienses Lord of Confusion em mais um WS69 Doomsday.

No dia 15, o CCOP recebe Jorge da Rocha, músico português estabelecido em Barcelona que vai apresentar «BLAU (Being Lost As Usual)», uma viagem por diferentes paisagens sonoras.

Já nos finados de Junho, os Três Tristes Tigres sobem ao palco do Coliseu do Porto, no dia 26, enquanto os The Avalanches estarão no Hard Club, dia 29.