InícioCulturaFevereiro faz do ano bissexto e celebra no Porto com a catarse...

Fevereiro faz do ano bissexto e celebra no Porto com a catarse dos Idles

Published on

Fevereiro, mês que em 2024 tem 29 dias, celebra da melhor maneira essa especificidade, que apenas acontece de quatro em quatro anos, e é com os britânicos Idles que vai fazer a festa de despedida no Porto. Assim, dia 29, na Super Bock Arena, a expectativa é de um concerto de rock inspirador, com energia a rodos, agitação q.b. e uma pujança catártica que não deixa ninguém indiferente. Mas Fevereiro tem muito mais para oferecer em termos de rock ao vivo na cidade Invicta, ficando aqui algumas sugestões para este mês que é de Carnaval.

Na primeira sexta-feira do mês (dia 2), Cabrita, munido do seu saxofone, leva até ao Maus Hábitos o seu novo álbum, «Umbra». Já o Barracuda desce ao Inferno com os Crab Monsters, Capela Mortuária e ainda os Yaatana.

Cabrita. Créditos: Global News Portugal

No dia seguinte (3), a sala da rua da Madeira, homenageia Lux Interior com um concerto d’Os Barracudas.

Segunda-feira (dia 5), o inglês Nitin Sawhney actua na Casa da Música, um regresso há muito aguardado pelos fãs.

Entretanto, na quinta-feira (dia 8), há Desert’Smoke, no Maus Hábitos, e, na sexta-feira (dia 9), o Barracuda tem mais uma noite internacional, desta feita com rock da pesada com os chineses Chimera Cult, os italianos Angles e os portugueses Acid Misery. Já no Auditório CCOP, B Fachada faz a primeira de duas actuações, pois esgotada a primeira data, o músico subirá a palco novamente no dia 10.

Os Overdoses. Créditos: Global News Portugal

Neste mesmo dia, na Socorro Record Store, Os Overdoses apresentam «All Killers, No Feelers», enquanto o Barracuda dá palco aos Gatos Pingados, Pester e Estrikinina, para mais uma noite de punk.

Já no dia 11, na Socorro, há Metal Carnival, com actuações de Undercroft Official, Dekapited e Violentor, e no dia 12 mais uma sessão de «Não se passa nada às segundas», com Monchmonch, em mais uma Curadoria Saliva Diva.

Dia 14, no Espaço Lovers & Lollypops, na Rua de S. Vítor, há Ilusão Gótica e, no dia seguinte (15), no Ferro Bar, o palco é dos espanhóis Wet Cactus e ainda dos Amaterazu.

Deb Googe. Créditos: D.R.

Sexta-feira (dia 16), as propostas são variadas. No Understage Rivoli, a inglesa Deb Googe, conhecida como baixista dos My Bloody Valentine e passagem pelos Primal Scream, apresenta-se a solo. Já no Auditório CCOP, o palco é dos Strongboi, projecto formado pelo duo Alice Phoebe Lou e Ziv Yamin, enquanto no Hard Club os The Year regressam ao Porto para apresentar o seu último EP, «Kill The Imposter». A acompanhá-los estarão os Memorial State, Oceans of Apathy e ainda os All Kindgdoms Fall. No Maus Hábitos, directamente de Castelo Branco chegam os Wakadelics, com o seu mais recente EP «Mau Olhado».

No sábado (dia 17), no Barracuda, há black e thrash metal espanhol com os Edenkaiser e Radement e ainda os tugas Aoidos.

Toli César Machado. Créditos: Global News Portugal

No domingo (dia 18), Toli César Machado apresenta o seu novo álbum a solo, «Noir», na Casa da Música. Uma apresentação especial a ser partilhada com Adolfo Luxúria Canibal, Ela Vaz, Marcela Freitas, Ricardo Parreira, Valter Lobo, Wallow Choir e Hélder Moutinho.

Dia 22, no Maus Hábitos realiza-se a noite Aspirina #003, desta feita com Scatterbrainiac e Palegazer, e, no dia seguinte (sexta-feira, 23), o palco é do Club Makumba, um regresso que promete ser festivo. Neste dia ainda (23), directamente dos Estados Unidos aterram no Barracuda os Poison Boys.

Idles. Créditos: Arlindo Machado

No sábado (dia 24), Wolf Manhattan, projecto de João Vieira (X-Wife e White Haus), leva até ao M.Ou.Co. o epónimo álbum de estreia. Já no Barracuda a noite é espanhola com Montaña e Cariño Muerto.

No dia 25, há «Oscila I» com Vítor Rua, que vai apresentar, na Socorro, «Coração Comercial Ambiental».

Com o mês a chegar ao fim, Manel Cruz toma conta da Casa da Música, nos dias 27 e 28, onde apresentará o seu vasto repertório.

Por fim, no dia que faz o ano ser bissexto e remata o mês de Fevereiro, os ingleses Idles regressam a Portugal para um concerto único em nome próprio na Super Bock Arena, uma das datas da sua maior digressão europeia.

Idles. Créditos: Arlindo Camacho

“Estamos a regressar a casa. À Europa, um lugar que nos viu crescer com beleza e vigor. Prometemos retribuir, espetáculo após espetáculo após espetáculo. Tudo isto é amor”, afirmou o vocalista Joe Talbot sobre a digressão que vai dar palco ao novo e quinto álbum da banda, «Tangk», a chegar aos escaparates dia 16 de Fevereiro. A primeira parte será assegurada pelos empolgantes ingleses Ditz.

últimos artigos

STCP mostra os novos autocarros 100% elétricos à população

Com o objetivo de dar a conhecer à população as novas viaturas 100% elétricas...

STCP reforça Linha 700 (Bolhão-Campo)

A linha 700 da STCP, que faz o percurso entre o Bolhão (Porto) e...

Richie Campbell vai atuar na Queima das Fitas do Porto

A Queima das Fitas do Porto anuncia Richie Campbell na edição de 2024, que...

mais artigos

STCP mostra os novos autocarros 100% elétricos à população

Com o objetivo de dar a conhecer à população as novas viaturas 100% elétricas...

STCP reforça Linha 700 (Bolhão-Campo)

A linha 700 da STCP, que faz o percurso entre o Bolhão (Porto) e...